Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Brasil e 21 países fazem acordo para redução de tarifas de produtos agrícolas e industriais 02/12/2009

Brasília - Representantes do Brasil e de mais 21 nações se comprometeram hoje (2), em Genebra (Suíça), a adotar as medidas fixadas no Sistema Global de Preferências Comerciais entre Países em Desenvolvimento (SGPC) para redução de tarifas de uma série de produtos. O acordo inclui corte de pelo menos 20% das tarifas aplicadas a, no mínimo, 70% dos produtos agrícolas e industriais.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, participou das reuniões em Genebra. O objetivo do acordo é incrementar o comércio bilateral e multilateral entre os países envolvidos e aumentar as exportações.

“O acordo Sul-Sul hoje alcançado criará novas oportunidades de acesso a mercados para uma ampla gama de produtos exportados de países situados na África, Ásia e América Latina”, informou, em nota, o Ministério das Relações Exteriores.

Pelos termos do acordo, os representantes dos 22 países assumem também a responsabilidade de em 2010 conduzir negociações bilaterais e plurilaterais. O objetivo, segundo os negociadores, é avançar ainda mais no comércio multilateral.

O acordo foi firmado no encerramento da 7ª Conferência da Organização Mundial do Comércio (OMC). Participaram das negociações a Argentina, o Brasil, Paraguai e Uruguai (representando o Mercosul), a Argélia, o Chile, Cuba, o Egito, a Índia, o Irã, a Indonésia, Malásia, o México, Marrocos, a Nigéria, Paquistão, a Coreia do Sul, Coreia Norte, além do Sri Lanka, da Tailândia, do Vietnã e Zimbábue.

Segundo dados do Itamaraty, esses países respondem por 13% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial (cerca de US$ 8 trilhões) e 15% do comércio internacional (US$ 5 trilhões). No total mais de 2,6 bilhões de pessoas vivem em seus territórios - cerca de 38% da população mundial.

De acordo com diplomatas, os representantes dos 22 países se comprometeram ainda que vão buscar ampliar as oportunidades de acesso a mercados no contexto de revisão de resultados desta rodada de negociações, realizada em Genebra.

“O governo brasileiro está convencido de que o acordo é um passo sem precedentes na cooperação Sul-Sul. O acordo inspirará iniciativas similares e complementares que contribuirão para impulsionar a prosperidade econômica e social dos países em desenvolvimento”, diz a nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores. (Agência Brasil - Renata Giraldi)



Últimas

2019/12/13 » Estados Unidos e China concluem Fase 1 de acordo comercial
2019/12/13 » Grandes municípios perdem participação no PIB ano a ano, mostra IBGE
2019/12/13 » FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo
2019/12/12 » Receita faz nova operação de malha fina em empresas
2019/12/12 » Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
2019/12/12 » Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
2019/12/11 » Acesso digital a serviços públicos gera economia de R$ 1,7 bi por ano
2019/12/11 » Comércio varejista registra a sexta alta consecutiva em outubro
2019/12/10 » Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro
2019/12/10 » Safra de 2020 deve bater recorde e chegar a 240,9 milhões de toneladas
2019/12/10 » Mais 2 milhões de pessoas passam a ter esgoto e água potável em casa
2019/12/09 » Novas tecnologias digitais aumentam produtividade de empresas
2019/12/09 » Estimativa para inflação sobe para 3,84% este ano
2019/12/09 » Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis
2019/12/09 » Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019
2019/12/04 » Produção industrial cresce 0,8% em outubro
2019/12/03 » Faturamento da indústria sobe 1,3% em outubro, diz CNI
2019/12/03 » Venda de veículos novos cresce 4,38% em novembro frente a 2018
2019/12/03 » Com nova revisão da balança comercial, exportações sobem US$ 6,4 bi
2019/12/03 » Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015

Ver mais »