Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Inflação para famílias de baixa renda aumenta e fecha novembro em 0,23% 07/12/2009

Rio de Janeiro - A inflação para as famílias que ganham até dois salários mínimos e meio encerrou o mês de novembro com alta de 0,23%, o que representa um aumento de 0,42 ponto percentual em relação à taxa registrada em outubro. Os dados do Índice de Preços ao Consumidor Classe 1 (IPC-C1) foram divulgados hoje (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

De janeiro a novembro, o IPC-C1 acumula alta de 3,52%, abaixo da inflação calculada para todas as famílias pelo Índice de Preços ao Consumidor - Brasil (IPC-BR), que ficou em 3,69% no período. Nos 12 meses encerrados em novembro, a taxa apresentou elevação de 4,11%, enquanto o IPC-BR teve alta de 4,23%.

De acordo com o documento da FGV, o resultado de novembro reflete o aumento nos preços dos alimentos, que inverteram a queda de 0,87% verificada um mês antes e registraram alta de 0,40%. Ficaram mais caros os seguintes produtos: hortaliças e legumes (de 2,49% para 6,81%) e frutas (de –6,53% para 2,57%). Já os itens laticínios (de –4,92% para –4,18%) e aves e ovos (de –2,02% para –1,11%) tiveram deflação menos intensa .

Também pressionaram o IPC-C1 as despesas com vestuário (de 0,19% para 0,98%), principalmente roupas (de 0,15% para 1,19%); e despesas diversas (de –0,41% para –0,04%), puxadas por alimento para animais (de –1,69% para 0,84%).

O levantamento aponta que tiveram queda ou aumento menos intenso os preços de habitação (de 0,56% para 0,18%), influenciados por gás de botijão (de 1,34% para 0,19%); saúde e cuidados pessoais (de 0,06% para –0,44%), com a contribuição de artigo de higiene e cuidado pessoal (de 0,16% para –1,01%); educação, leitura e recreação (de 0,46% para 0,05%), puxado por material escolar (de 1,15% para 0,25%); e transportes (de 0,03% para 0,01%), com a influência de gasolina (de 1,81% para 0,73%).

O IPC-C1 é divulgado mensalmente pela FGV. O índice foi lançado oficialmente no ano passado, mas teve série histórica iniciada em janeiro de 2004. (Agência Brasil - Thaís Leitão)



Últimas

2019/12/13 » Estados Unidos e China concluem Fase 1 de acordo comercial
2019/12/13 » Grandes municípios perdem participação no PIB ano a ano, mostra IBGE
2019/12/13 » FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo
2019/12/12 » Receita faz nova operação de malha fina em empresas
2019/12/12 » Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
2019/12/12 » Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
2019/12/11 » Acesso digital a serviços públicos gera economia de R$ 1,7 bi por ano
2019/12/11 » Comércio varejista registra a sexta alta consecutiva em outubro
2019/12/10 » Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro
2019/12/10 » Safra de 2020 deve bater recorde e chegar a 240,9 milhões de toneladas
2019/12/10 » Mais 2 milhões de pessoas passam a ter esgoto e água potável em casa
2019/12/09 » Novas tecnologias digitais aumentam produtividade de empresas
2019/12/09 » Estimativa para inflação sobe para 3,84% este ano
2019/12/09 » Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis
2019/12/09 » Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019
2019/12/04 » Produção industrial cresce 0,8% em outubro
2019/12/03 » Faturamento da indústria sobe 1,3% em outubro, diz CNI
2019/12/03 » Venda de veículos novos cresce 4,38% em novembro frente a 2018
2019/12/03 » Com nova revisão da balança comercial, exportações sobem US$ 6,4 bi
2019/12/03 » Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015

Ver mais »