Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Alteração nos dados da balança eleva superávit comercial do país para US$ 25,3 bilhões em 2009 08/01/2010

Brasília - O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior alterou os dados da balança comercial de dezembro de 2009. O valor das exportações no mês passou de US$ 13,720 bilhões para US$ 14,463 bilhões. Com isso, as exportações totais de 2009 passaram de US$ 152,252 bilhões para US$ 152,995 bilhões.

Segundo o ministério, a mudança ocorreu por causa da inclusão de operações de exportação de energia elétrica, no valor de US$ 758 milhões. Além disso, diz o ministério, em dezembro do ano passado, foram excluídos US$ 15 milhões, referentes a ajustes nos demais produtos, de acordo com dados mais recentes do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).

Também houve ajuste no valor total das importações no ano, que passaram de US$ 127,637 bilhões para US$ 127,647 bilhões. Com essas mudanças, o superávit comercial (diferença entre as exportações e importações) do ano passado subiu de US$ 24,615 bilhões para US$ 25,348 bilhões.

No último dia 4, o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, havia informado que as operações de exportação de energia elétrica não haviam sido incluídas nos números de dezembro porque a Secretaria de Comércio Exterior do ministério precisava verificar oito Registros de Exportação ocorridos no Siscomex no dia 30 do mês passado.

De acordo com informação da empresa responsável pela venda de energia e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), esses registros referem-se à regularização de exportações de energia elétrica efetuada à Argentina, em 2007 e 2008. Entretanto, como os registros foram regularizados no sistema no dia 30 de dezembro de 2009, essas operações foram incluídas no mês passado.

O ministério informou que as exportações e importações de energia elétrica passaram a ser incluídas na balança comercial brasileira a partir de 2006, como previsto na Instrução Normativa nº 649, de 28 de abril de 2006, da Secretaria da Receita Federal.

Anteriormente, essas operações eram computadas na balança de serviços. Assim, explica o ministério, o Brasil passou a atender às orientações da Divisão de Estatística da Organização das Nações Unidas (ONU). (Agência Brasil - Kelly Oliveira)



Últimas

2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre
2020/10/21 » Decreto inclui Linha 2 do metrô de BH em programa de privatizações
2020/10/21 » Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
2020/10/21 » Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em 12 meses
2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens

Ver mais »