Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Primeira prévia do ano da inflação oficial tem alta de 0,52% 22/01/2010

Rio de Janeiro - O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), que funciona como uma prévia da inflação oficial, abriu o ano em alta de 0,52%. O resultado, divulgado hoje (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficou acima da taxa de dezembro, quando foi registrada variação de 0,38%.

Nos 12 meses encerrados no período (resultado anualizado), o índice acumula elevação de 4,31%, acima dos 4,18% apurados em dezembro.

De acordo com o levantamento do IBGE, a principal pressão foi exercida pelo aumento médio de 1,46% das tarifas de ônibus urbanos, responsável pelo maior impacto individual no mês: 0,05 ponto percentual. O consumidor passou a pagar mais caro pelas passagens nos ônibus interestaduais (2,42%) e nos intermunicipais (1,49%).

O álcool combustível, em período de menor oferta, também contribuiu para a alta do IPCA-15. Com aumento de 5,42%, influenciou a elevação da gasolina, que ficou 0,63% mais cara em janeiro. Assim, os produtos não alimentícios registraram variação de 0,44% em janeiro, igual à de dezembro de 2009.

Os produtos alimentícios voltaram a ficar mais caros e também exerceram pressão sobre o índice, passando de uma taxa de 0,17% em dezembro do ano passado para 0,81% em janeiro. Os produtos in natura, sensíveis a problemas climáticos, foram o destaque, especialmente hortaliças, com alta de 12,40%. Também ficaram mais caros os pescados (3,66%), o frango (1,45%), as carnes (1,58%) e as frutas (1,24%).

A análise regional mostra que a taxa mais elevada foi observada em Salvador (0,89%), enquanto a mais baixa foi registrada em Porto Alegre (0,13%).

Para calcular o IPCA-15 foram coletados preços no período de 12 de dezembro de 2009 a 14 de janeiro de 2010 e comparados com os vigentes entre 14 de novembro e 11 de dezembro do ano passado. 

O índice mede a inflação para as famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos e é pesquisado nas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além das cidades de Brasília e Goiânia. (Agência Brasil - Thaís Leitão)



Últimas

2021/01/27 » Pandemia e fim dos auxílios podem reverter retomada econômica
2021/01/27 » Confiança na construção civil recua depois de seis altas, diz FGV
2021/01/27 » Confiança do consumidor cai pelo quarto mês consecutivo
2021/01/27 » Custo da construção sobe 0,93% em janeiro, anuncia a FGV
2021/01/26 » Micro e pequenas empresas têm até sexta-feira para aderir ao Simples
2021/01/26 » Queda na arrecadação foi “resultado excelente”, diz Guedes
2021/01/26 » Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
2021/01/25 » Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
2021/01/25 » Cepal: exportações da América Latina e do Caribe caíram 13% em 2020
2021/01/25 » Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

Ver mais »